Comida Oriental

A culinária da China:

Xangai é um grande centro comercial desde há muitos séculos e há muito tempo já atrai pessoas de várias partes do mundo e do próprio país. É uma região privilegiada devido à grande quantidade de lagos, rios, além de ser banhado pelo Mar da China. Esses fatores e o clima ameno propiciaram ótimas condições para o plantio, a pesca e a criação de animais. A cozinha local é caracterizada pelos seus sabores adocicados, massas e suas técnicas exclusivas, como cozinhar vermelho. Essa técnica consiste em cozinhar carnes em molho de soja, deixando-as com um tom avermelhado.

Os pratos de peixe e crustáceos de distintos sabores são habituais na cozinha do leste chinês, que caracteriza-se pelo seu sabor doce. Utilizam, sobretudo, peixe e marisco, destacando-se a sopa condimentada com alho poró. Os pratos mais conhecidos são as ovas de caranguejos com barbatanas de tubarão, ovas de sépia, holoturias (gênero de pepinos-do-mar) ao alho poró e, quanto às carnes, o frango com molho de Dezhou. Destacam-se, também, o pato com oito tesouros e as tiras de enguia. São muito saborosos os sanduíches, que se dividem em aproximadamente trezentos tipos. Como exemplo, pode ser citada a bola ovo de pomba.

Grande parte das plantações de arroz da República Popular da China localiza-se nessa região e abastece uma boa parte do país. Existem outros produtos característicos do leste, como o molho de soja produzido em Fujian, o vinho de arroz produzido em Xaoxingue e o vinagre de Chequião.

Já foi carambola uma das culinárias mais famosas. Ela é muito aberta: baseada na culinária local, ela combinou e absorveu vantagens de diversas culinárias, incluindo culinárias vegetais e europeias. A culinária de Xangai é leve e delicada.

Mais informações clicando aqui.

Culinária do Japão

A culinária tradicional japonesa é dominada pelo arroz branco (hakumai, 白米), e poucas refeições seriam completas sem ele. Qualquer outro prato servido durante uma refeição – peixe, carne, legumes, conservas – é considerado como um acompanhamento, conhecido como okazu. É utilizado um tipo de talher diferente, denominado hashi. Originário da China, consiste em dois pequenos bastões de madeira, plástico ou metal.

As refeições tradicionais recebem seu nome de acordo com o número de acompanhamentos que vêm junto do arroz e da sopa. A refeição japonesa mais simples, por exemplo, consiste de ichijū-issai (一汁一菜; “uma sopa, um acompanhamento” ou “refeição de um prato”). Isto quer dizer que a refeição é composta de sopa, arroz e de algum acompanhamento — normalmente um legume em conserva. O pequeno-almoço ou café da manhã japonês tradicional, por exemplo, normalmente é constituído de missoshiru (sopa de pasta de soja), arroz e algum legume em conserva. A refeição mais comum, entretanto, é conhecida por ichijū-sansai (一汁三菜; “uma sopa, três acompanhamentos”), ou por sopa, arroz e três acompanhamentos, cada um empregando uma técnica de culinária diferente. Estes acompanhamentos normalmente são peixe cru (sashimi), um prato frito e um prato fermentado ou cozido no vapor — ainda que pratos fritos, empanados ou agri-doces podem substituir os pratos cozidos. O Ichijū-sansai normalmente se encerra com conservas como o umeboshi e chá verde.

Esta visão japonesa de uma refeição é refletida na organização dos livros de culinária japoneses. Os capítulos são sempre ordenados de acordo com os métodos culinários: alimentos fritos, alimentos cozidos e alimentos grelhados, por exemplo, e não de acordo com os ingredientes em particular (ex.: galinha ou carne) como são nos livros ocidentais. Também podem existir capítulos dedicados a sopas, sushi, arroz etc.

Como o Japão é uma nação insular, seu povo consome muitos frutos do mar, além de peixe e outros produtos marinhos (como algas). Mesmo não sendo conhecido como um país que come muita carne, poucos japoneses se consideram vegetarianos. Carne e galinha são comumente inseridos na culinária do cotidiano.

O macarrão, originado na China, também é uma parte essencial da culinária japonesa. Existem dois tipos tradicionais de macarrão, o sobá e udon. Feito de farinha de trigo sarraceno, o sobá (蕎麦) é um macarrão fino e escuro. O udon (うどん), por sua vez, é feito de trigo branco, sendo mais grosso. Ambos são normalmente servidos com um caldo de peixe aromatizado com soja, junto de vários vegetais. Uma importação mais recente da China, datando do início do século XIX, vem o ramen (ラーメン; macarrão chinês), que se tornou extremamente popular. O Ramen é servido com uma variedade de tipos de sopa, indo desde os molhos de peixe até manteiga ou porco.

Ainda que muitos japoneses tenham desistido de se alimentarem de insetos, ainda existem exceções. Em algumas regiões, gafanhotos (inago) e larvas de abelha (hachinoko) não são pratos incomuns. Lagartos também são comidos em alguns lugares.

Mais informações clicando aqui.